Microbioma da pele é novo mainstream no desenvolvimento de cosméticos e dermocosméticos

Postado em 29/06/2022 por Matheus Costa

Gabriel Diogo, coordenador de negócios cosméticos da Dinaco, também observa que equilíbrio do microbioma virou sinônimo de pele saudável. “O claim já é buscado por consumidores, com 74% dos americanos dizendo, em pesquisa da Mintel, que já experimentaram ou estão interessados em experimentar sabonetes e produtos para banho que protegem o microbioma da pele”.

Reforçando o cenário favorável aos produtos com proteção ou ação no microbioma da pele, Diogo ressalta que pesquisas científicas evidenciaram que pessoas que vivem em contato direto com a natureza e populações isoladas, semelhantes aos nossos antepassados, apresentam alta diversidade bacteriana.

Gabriel Diogo, coordenador de
negócios cosméticos da Dinaco

“Por isso, com uma vida cada vez mais urbana, o consumidor se volta para soluções que os ajudem a promover o equilíbrio da microbiota”, analisa Diogo, para recomendar o ativo Fensebiomepeptide, da Lubrizol, distribuído pela Dinaco, que restaura a pele vulnerável à sua condição original, trazendo o equilíbrio da microbiota e ajudando a aumentar a saúde e o sistema de defesa da pele.

A melhora na proteção da pele alcança aproximadamente 54% com o uso do heptapeptídeo da Lubrizol, segundo Diogo, que menciona que testes in vitro comprovam que 1% do ativo é suficiente para proteger e melhorar a descamação da pele exposta a sanitizantes, além de aumentar a maciez e oferecer hidratação em 7 dias de tratamento.

“O ativo ainda tem como benefícios a melhora da coesão das células da pele e o aumento da diversidade bacteriana, resultando em uma pele mais saudável e protegida”, complementa o executivo da Dinaco.

*Este artigo foi publicado pela Dinaco na Cosmetic Innovation em 29 de junho de 2022. https://cosmeticinnovation.com.br/microbioma-da-pele-e-novo-mainstream-no-desenvolvimento-de-cosmeticos-e-dermocosmeticos/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *