Clean beauty: indústria da beleza ingressa em uma nova era

Postado em 18/02/2020 por Francisco Junior

A indústria da beleza vive uma jornada sem volta, procurando deixar para trás o que não vai ter lugar num mundo – mesmo que ainda idealizado – onde a grande maioria dos consumidores vai dar um basta ao consumo de produtos não éticos ou perigosos para as pessoas e o planeta. […]

No recente estudo Global Beauty & Personal Care Trends 2030, a Mintel ressaltou que a indústria de clean beauty se transformará, gradativamente, na própria indústria de beleza, apontando como uma das empresas referência a Aprinnova, que promove o conceito globalmente com a campanha #TheFutureOfClean.

A Aprinnova, joint-venture da Amyris e do Nikkol Group, produz o Neossance® Squalane da fermentação da cana-de-açúcar. No mercado desde 2012, se tornou líder no suprimento de Squalane, fornecendo para mais de 3 mil marcas globalmente. Abundante, sustentável e econômico, o Neossance® Squalane ainda oferece, de acordo com a empresa, melhor pureza, menor odor e maior consistência, se comparado ao mesmo produto derivado de oliva. Distribuído no Brasil pela Dinaco, o ingrediente é fruto de economia circular e de fermentação biológica, com certificações ECOCERT e Bio-based pelo USDA.

“Nós manufaturamos ingredientes usando a tecnologia patenteada pela Amyris para converter cana-de-açúcar renovável em farneseno e outras moléculas customizadas, produzindo uma gama de produtos de alto valor, puros e estáveis para nossos consumidores. Esse processo não contribui para desmatamento, absorve CO2 e reduz a emissão de gases de efeito estufa em 60% quando comparado com processos petroquímicos”, explica John Toner, diretor de marketing e inovação da Aprinnova, sediado na Califórnia.

John Toner, diretor de marketing e inovação da Aprinnova

Toner explica que regulamentação emergente, continuidade de negócios e demandas dos consumidores se alinharam em torno do conceito clean beauty e seus princípios de segurança, transparência, performance e sustentabilidade. Segundo ele, na Aprinnova, os ingredientes devem sempre contribuir para alcançar altos padrões de segurança, como a verificação EWG para produtos finais; ter cadeias de fornecimentos transparentes e documentação de apoio completa; ser efetivos, focados em resultado, beneficiadores e com a mais alta pureza; e ser de origem sustentável e renovável.

“Hoje o consumidor millennial inicia sua jornada com medo de químicos tóxicos e desconfiança das marcas. Os consumidores então buscam transparência para ter acesso aos ingredientes dos produtos que compram. Em seguida, passam a demandar sustentabilidade e, por fim, acabam dando preferência à clean beauty. Para a Aprinnova, produtos clean começam com ingredientes clean. Esses critérios são um padrão para ajudar marcas a lançar produtos genuinamente clean em qualquer categoria”, conclui John Toner.

Trecho da notícia publicada em 18 de fevereiro de 2020. https://cosmeticinnovation.com.br/clean-beauty-industria-da-beleza-ingressa-em-uma-nova-era/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *